Criação de Pontos de Leitura

O que é um ponto de leitura?

É a disponibilização de pequeno acervo de livros da Freguesia do Livro em uma caixa padronizada da ONG ou em espaço escolhido pelo local que recebe o ponto. Os livros são oferecidos ao público no conceito da livre circulação: sem fichas, sem cobranças, sem multa. Dentro de cada livro vai a seguinte mensagem, em adesivo ou carimbo: “Esse livro faz parte de uma corrente literária. Depois de ler, devolva ou passe adiante. Você pode colaborar trazendo livros.”

QUER TER UM PONTO DE LEITURA DA FREGUESIA DO LIVRO?

COMO CRIAR OU SE TORNAR UM PONTO DE LEITURA?
O interessado deve se cadastrar para receber livros. Após o recebimento do cadastro, um colaborador da Freguesia do Livro entrará em contato por e-mail ou telefone para ajustar detalhes.   A experiência nos tem mostrado que iniciar uma arrecadação de livros por conta própria envolve os futuros usuários dos livros e a comunidade na ideia. Quando a caixa chega, todos se sentem parte dela.   Todos podem aumentar essa rede sugerindo locais de sua comunidade onde possamos criar mais Pontos de Leitura.
QUE TIPOS DE LIVROS VOU RECEBER NO MEU PONTO DE LEITURA?
Uma das principais características da Freguesia do Livro é levar livros que combinam com o perfil do público que frequenta aquele local. Para isso, ao preencher o cadastro, será possível definir os gêneros mais adequados aos potenciais usuários.   O acervo enviado pode ser reajustado quando necessário, à medida que se percebe as preferências dos leitores.
COMO REABASTECER A CAIXA DE LIVROS DE SEU PONTO DE LEITURA?
Nos dispomos a repor livros quando os Pontos de Leitura apresentam a necessidade, mas estimulamos os usuários para que tragam livros de suas casas para fazer parte dessa iniciativa – pontos de leitura autossustentáveis. Quando todos participam, há um interesse maior pelo Ponto de Leitura.
ONDE PODEM SER CRIADOS PONTOS DE LEITURA?
Os locais são muito variados: salões de beleza, cafés, bares, restaurantes, empresas, frutarias, escritórios, salas de espera de clínicas, barbearias, hotéis e pousadas, panificadoras, supermercados, lojas, etc. Acesse nossa galeria de fotos e inspire-se com os pontos de leitura existentes 🙂
QUANTO CUSTA TER UM PONTO DE LEITURA DA FREGUESIA?
Para instituições beneficentes, instituições públicas como presídios, Centros de Assistência Psicossocial, CRAS, escolas da rede municipal e estadual, casas de repousos de idosos, etc., não há custo para os Pontos de Leitura da Freguesia. Para os Pontos de Leitura que têm condições de apoiar a nossa corrente literária – restaurantes, cafés, bares, estabelecimentos comerciais, lojas, empresas – sugerimos uma taxa de adesão única de R$150,00 ao receber a primeira caixa de livros. Todo Ponto de Leitura recebe, da Freguesia do Livro, uma caixa que contém, em média, 40 livros, selecionados de acordo com seu público, para serem oferecidos aos seus clientes e/ou funcionários. Todos estes livros nos foram doados. Quando levamos livros para lugares com público leitor divulgamos o nosso trabalho e incentivamos a doação de novos livros. Estes, por sua vez, são encaminhados para locais com público não-leitor ou com pouco acesso à literatura. Cria-se uma rede de circulação literária. Nosso trabalho é essencialmente voluntário e para termos condições de seguirmos levando livros aos que têm menos acesso, sugerimos aos futuros Pontos de Leitura onde a fundamental importância da leitura já é compreendida, uma taxa única de adesão de R$ 150,00. Tal taxa abrange os livros, a caixa expositora, a almofada de tinta e o carimbo com a mensagem e a reposição sempre que necessária de novos livros. E estabelecimento estará participando de uma ação social que incentiva a leitura. A taxa é opcional – os livros são entregues mesmo que o ponto opte ou não possa colaborar – mas possibilitará que mais livros sejam espalhados por aí.
TER UM PONTO DE LEITURA É TRABALHOSO?
O recebimento de livros e criação dos Pontos de Leitura nos pontos comerciais não devem trazer problemas ao proprietário do estabelecimento ou instituição. Ele não deve se preocupar em cobrar a devolução de livros nem fazer empréstimos. Os livros estarão ali ao livre dispor dos clientes e comunidade. O responsável pela caixa pode, isso sim, envolver as pessoas para que leiam os livros e tragam outros para colaborar.
POR QUE É BOM TER UM PONTO DE LEITURA DA FREGUESIA?
A Freguesia do Livro costuma atrair clientes pelo interesse por livros ou pelo engajamento social do estabelecimento. Seu Ponto de Leitura será divulgado em nossa página no Facebook. Com essas simples atitudes, o responsável pela caixa estará participando ativamente desse incentivo à leitura. Estará se tornando um Agente de Leitura da Freguesia do Livro.
O QUE É UM AGENTE DE LEITURA?
Toda pessoa que gosta de ler é um agente de leitura em potencial. Basta perceber a possibilidade de despertar o interesse por um livro nas pessoas que estão à sua volta. Para a Freguesia do Livro, Agente de Leitura é aquele que se responsabiliza pela caixa, cuida dela e a promove.
COMO EXPOR OS LIVROS EM UM PONTO DE LEITURA?
A Freguesia do Livro possui caixas de papelão padronizadas, com a marca e com texto explicativo para transportar e expor os livros. O Ponto de Leitura pode ainda optar por colocar os livros recebidos da Freguesia do Livro em estante já existente no local.  
QUERO TER UM PONTO DE LEITURA E NÃO ESTOU EM CURITIBA OU REGIÃO METROPOLITANA?

Se você está perto de Curitiba ou em alguma cidade do estado do Paraná, entre em contato.

Se você está em uma região que a Freguesia do Livro não alcança, crie um movimento como o nosso ou parecido em sua cidade.

Não deixe sua vontade de espalhar literatura passar. A ideia da Freguesia é muito simples, basta convencer pessoas que gostam de ler a doar livros e depois levá-los  àqueles que têm pouco acesso ou não conseguem adquirir livros. Para isso, conheça nosso Pequeno Guia para fazer uma Freguesia do Livro ou uma iniciativa parecida. O que importa é fazer livros circularem!

ORIENTAÇÕES PARA QUEM RECEBE UM PONTO DE LEITURA
manter a caixa com livros organizada e limpa. assegurar-se que a caixa com livros esteja visível e acessível. estimular as pessoas que frequentam o lugar a levar livros para ler. Basta mostrar a caixa, mencionar um livro que gostou, provocar o potencial leitor. observar os gêneros literários que mais agradam ao seu público e avisar quando necessitar mais livros. nos dispomos a repor livros quando houver necessidade. Porém, o responsável pela caixa pode estimular os usuários para que colaborem trazendo livros de suas casas. Caso receba de seus clientes livros que queira incluir na caixa, é importante que os livros recém-chegados recebam a etiqueta/carimbo que preserva a mensagem de livre circulação literária.